LUCIPHERUS

Onde foi mesmo? Sírio. A leste da azulada? Não, mais prá esquerda. Eu era muito jovem, compreende? O céu era também jovem e nós dois lá, a extraterrestre e eu, abraçados. Riram muito daquilo, no Empíreo. E houve algum escândalo, também. Imagine, um mortal de outro planeta e um anjo, apaixonados.  E veio de Sírio? Não, a base ficava lá, ela nunca me contou de onde veio. Por mais que eu lhe assegurasse que não, que nunca iríamos dar as caras por lá, ela se manteve reservada. Hoje eu penso que o conceito de anjos, Deus, essas coisas, era de uma total estranheza para ela. E você? Amava? Dos pés às antenas, cada pedacinho dela. Depois degringolou tudo, fui expulso, caí. Ela se foi, depois de promovida. Gerente de relacionamentos, acho. Mas ainda tá linda, não tá? E é foto recente, tá vendo? Só não sabia do Júnior. Cala a boca, Lúcifer!

É azul o amor.

É azul o amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s