EXTRATO DE DIÁLOGO ENTRE DEUS E JUAN

william-blake-ancient

The Ancient Of Days – William Blake

 

 

 

“Bem, o que temos prá hoje?”, perguntou Deus-Todo-Poderoso.

“Não existe hoje, Vossa Divindade…”, balbuciou meigamente o místico louco recém saído de uma Longa e Escura Noite da Alma.

“Ah…é”. Cofiou a barba ou ajeitou as madeixas ou os dreadlocks, dependendo de qual face de Deus estejamos a falar.

Deus é máscara. Uma para cada ocasião.

Existe um Deus marciano, mas seu aspecto quase não é mais visto, ou melhor, não é mais visto. Ou ainda, só será visto mais uma última vez quando a pessoa que dorme na pirâmide acordar.

“Fico preocupado, Divindade, digo, a pessoa que dorme na pirâmide em Marte é seu último adorador naquele orbe. Então, se e quando ela acordar e se e quando ela morrer após acordar, significa que um aspecto Vosso irá fenecer?”

“Não tenho adoradores, Juan. O próprio conceito é ofensivo”. Juan aguardou, expectante.

“O que eu tenho são dependentes, inquilinos”. E Deus sorriu, matreiro.

“Senhor…?”

Neste momento Deus ficará irritado com o teor deste texto, com suas importunas referências, com suas incongruências, com o nonsense, enfim, de misturar misticismo e marcianidade.

“Paga o que me deves!”

“Senhor, não entendi…”. E João da Cruz, inquilino de Deus, derreteu-se em um amálgama de medo e êxtase e deixou de existir. Provisoriamente.

“Este texto acaba agora”, disse o Senhor e eu tremo, mas ainda continuo a existir.

Seja feita tua vontade, Ó Senhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s