assim como nós perdoamos a quem nos tenha ofendido

the_couple_by_absolutpe-d4qqcin

DEVIANTART – The Couple – by Pen-A-Work

assim como nós perdoamos a quem nos tenha ofendido

 

 

 

A verdade é que o chomolungma, a-mãe-do-mundo ainda está lá

E também ela, Jezebel

que morreu com anônimos cachorros lambendo suas carnes

e devorando-as em seguida.

só nós sobramos

Nós, que entendemos os muxoxos de nossas mulheres sherpanis.

 

Sei do que fiz

lavrei uma outra direção para meu entendimento

pois que me educo

cruzando minha puberdade bioquímica do ficar velho

em pescarias milagrosas

essa candente jaula

plácida no seu oco, desidratada de lágrimas e agora ao aberto

 

como ainda sou, meus temores!

cobra de mercúrio, essa trilha de prata que me leva

esses anos que me levam, essa corrente atlântica

esse importuno movimento das horas que

me carregam

não sei se para qualquer final

 

sei que envelheço

petrificado, casa de alvenaria por construir

 

uma coleção de retratos endomingados num corredor

uma combinação de cristal e medusa,

sem compreender a língua que é falada deste lado do delírio

eu e uma outra (não revelarei seu nome),

disciplina e amor legislado pela pedra de gerações

peixes obstinados

 

guardiões de um amor que inventamos

guardiões de distâncias estelares que percorremos,

guardiões de nosso destino de viajar, de ser parte, de ser ritmo

perfurando o quilômetro de lenta espessura,

um ao outro sempre nos reconheceremos,

 

nossa memória recorrente, compartilhada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s