Né não?

running_from_the_storm_by_slichoart-db89xws

Running from the storm – by Slichoart-db89xws – DeviantArt

Eu tenho uma conhecida que atende por Maritza e que me enviou a postagem. Nuno, outro conhecido meu, também a recebeu e mandou-me o recado: não se importe. Muito louca a biscate. De pedra.

E disse também Júlia (depois de Maritza) e garatujou em outro e-mêiou:

Não se importe.

E Maritza então mirou-me (eletronicamente) e escolheu ser direta e machucadora, como um médico. E me disse (interneticamente):

“Não sei por que escrever. Se os pequeninos vermes dizem o que deverá ser, e tudo já está programado, então por que devo escrever?

Se os vermes tomaram o poder, escrever por que?

Se os vermes tomam conta do tempo e infectam as cisternas, para que sejam iguais às suas piscinas, escrever por que?

Irmãs e irmãos, não lhe lhes causa vergonha a pena em suas mãos?

Vos convido ao vômito.

De que adianta comentarem sobre o movimento em vossos úteros, sobre as circunvoluções em vossos sacos escrotais, se o mundo está a deriva?”

Ignorei. Afinal, ao fim e ao cabo, esta pessoa era mesmo louca, pois não?

E mentia, não?

Talvez ainda minta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s